31/05/2011

7:30 da manhã

tinha fome
quando ela passou.
não só fome.
barba por fazer
um par de chinelos
dois cães
e uma boca vermelha
de frio

sim,
havia uma avenida
entre os dois

13/05/2011

tira isso daí

desencana, querida
que assim é a vida
que culpa nós temos
de viver o querer?
um deus obsceno
que renega a vontade
um triste senhor, aliás,
onde é que ele está?
alguém sabe?

deixou aqui
um nazareno
pregado na cruz
cheio de sangue
e sofrimento

eu lamento,
mas nós
estamos vivos

07/05/2011

12.

esses poetas todos 
que a gente lê, meu amigo,
são sempre assim atuais ou 
nós é quem somos antigos?

06/05/2011

11

sem mil estrofes
de versos inoportunos:
imagine um pássaro
explodindo