08/10/2011

deus (Bar Abbas)

ando meio chateado,
gastando meu tempo
no teu livro sagrado,
lendo a história
de um homem bom,
filho de carpinteiro,
que foi julgado,
maltratado, até trocado
por um assassino chamado 
Barrabás...Bar-ra-bás!
como se isso não bastasse,
faziam-no carregar:
- uma coroa de espinhos,
- uma cruz - pesadíssima -  
e dizem que aguentava chibatada
como um burro de carga - em silêncio -
enquanto o povo gritava e cuspia...
sim, foi pregado na madeira
sob um sol escaldante
- esse mesmo sol aí -
que bate na janela
de todo mundo
sem pedir permissão.
verão - não sei,
prefiro o inverno
que por um F
não vira outra coisa.